Pular para o conteúdo
5 lições de marketing literário que todo escritor independente precisa aprender

5 lições de marketing literário que todo escritor independente precisa aprender

Marcações:

Quando imaginamos o dia a dia do escritor, é muito raro imaginá-lo lidando com questões que não o processo de escrita.

Porém, se estivermos falando de um escritor independente, é muito provável que o dia a dia dele envolva marketing literário, administração financeira e muitas outras preocupações.

Divulgar o livro, fazer com que os leitores em potencial conheçam a história e, efetivamente, vender livros faz mais parte da realidade desses autores do que imaginamos.

Por isso, eu trouxe aqui algumas dicas e lições que todo escritor independente precisa aprender sobre marketing literário.

BANNER DE SERVIÇOS EDITORIAIS

Lições e dicas de marketing literário para escritores independentes

Reunimos neste artigo 5 dicas de marketing literário que vão desde o objetivo da sua história até expectativas sobre mercado.

Saiba qual é o objetivo da sua história

A divulgação do seu livro começa muito antes da publicação dele, ela começa no objetivo da sua história.

Toda narrativa tem uma “lição de moral”, algo que você quer que seu leitor perceba e que seja um guia para seus personagens.

E esse objetivo, essa “lição de moral” pode se tornar um forte argumento de venda.

A ciência diz que devíamos ler livros todos os dias. Por quê?

Esse objetivo é a principal impressão que seu leitor vai ter da história, algo que vai ficar com ele depois de terminada a leitura e que pode ser a razão pela qual ele quis ler seu livro.

Por isso, antes mesmo de começar a escrever sua história, pense no que ela representa e onde você quer chegar com ela.

Depois disso, vai ser muito mais fácil encontrar um público-alvo, uma temática para a campanha de marketing literário e um argumento de venda.

Construa uma presença digital e engaje sua audiência

Um dos maiores erros de autores, independentes ou não, é achar que seu trabalho termina assim que o livro é publicado.

No mundo em que vivemos hoje, para conseguir vender seu livro e até viver de literatura, você precisa saber como construir sua audiência e engajar com o público.

Devido à facilidade de comunicação entre leitor e autor que a internet proporciona, estar presente nas redes sociais e conversar com o seu público é essencial.

Além disso, um autor que já tem uma audiência tem muito mais chances de conseguir sucesso na carreira literária.

Por isso, não publique seu livro achando que ele vai se vender sozinho.

Em vez disso, reserva um pouco do seu tempo para criar uma presença digital forte na internet através de conteúdo e interação nas redes sociais.

Ser um autor com presença online e que interage com os leitores aumenta suas chances de vender.

Prestar atenção nesse aspecto ajuda, inclusive, a mostrar sua relevância como autor para editoras e livrarias.

O que impede você de enviar um novo original para uma editora depois de vender bem o seu livro independente para uma base sólida de leitores?

Confira 5 dicas de livros rápidos para ler em um dia

Vá além do livro e produza conteúdo

A partir da sua presença digital, a produção de conteúdo se torna essencial. Para se tornar relevante na internet, você precisa criar conteúdo e uma das maneiras mais interessantes é fazer isso a partir do seu livro.

Por isso, a dica aqui é expandir o seu universo. É buscar no seu livro aspectos que valham posts nas redes sociais e no seu blog de escritor.

Por exemplo, quando eu lancei o meu primeiro livro de contos, eu busquei aspectos nele que pudessem virar posts.

Nesse sentido, descobri que poderia falar sobre antologias de contos, sobre fantasia científica, sobre a temática de cada um dos contos, sobre o psicológico dos meus protagonistas e curiosidades sobre o processo de escrita.

A dica aqui é ir além da propaganda do seu livro, do post comercial e da venda.

No marketing literário, é comprovado que seu potencial leitor precisa ser nutrido por conteúdos antes de comprar um livro, então explore as possibilidades que sua história traz.

Não subestime as vendas físicas

Por mais que a publicação de e-books pela Amazon tenha facilitado a publicação de muitos autores independentes, não cometa o erro de subestimar as vendas físicas.

Leitores de verdade adoram ter livros nas estantes e ter lombada e capa bonitas pode ser um incentivo para que o leitor adquira o livro na edição física.

Para além disso, ter uma edição física do seu livro pode trazer credibilidade para sua obra.

Como se ter passado pelo processo de impressão desse a sensação de que você colocou mais esforço na obra e investiu mais nela.

Isso tudo é uma ilusão, na verdade, pode não ser a situação real, mas pode passar a impressão.

A dica aqui não é publicar também em edição física, mas não achar que apenas ebooks podem vender. Existe algo de exclusivo em vender seu livro numa livraria ou numa escola, e o consumidor adora exclusividade.

Conheça o mercado para não criar expectativas irreais

Essa, talvez, seja a dica mais importante sobre marketing literário e sobre publicação em si.

Criar expectativas de que você vai vender muito, que seu livro vai ser um sucesso e que os blogs literários vão amar a sua história é a receita para a frustração.

Apesar de toda a facilidade que a Amazon KDP criou e toda a informação sobre publicação independente que existe na internet, vender livros no Brasil é muito difícil.

É difícil até mesmo para as editoras, que muitas vezes precisam se submeter ao prejuízo para chegar nas vitrines dos grandes outlets. Imagine para um escritor independente!

Por isso, estude. Procure conhecer o mercado editorial brasileiro, converse com seus amigos que tenham publicado ou faça perguntas para escritores e grupos de escritores.

Leia blogs sobre o assunto e acompanhe a área editorial.

Além disso, existe a expectativa da própria divulgação. Você precisa entender que a produção de conteúdo e postagens orgânicas (sem nenhum tipo de incentivo monetário) levam tempo para gerar resultado.

Tudo é uma construção, por isso a importância de se ter uma audiência (vide a segunda dica).

Em conclusão…

Munido de todas essas dicas e lições, se torna muito mais fácil conhecer os caminhos e possibilidades do marketing literário. Boa sorte na promoção do seu livro e não hesite em pedir ajudar, se precisar!

Leia também:

1 comentário em “5 lições de marketing literário que todo escritor independente precisa aprender”

  1. Post interessantíssimo! Muita gente costuma achar que o maior desafio é a escrita do livro em si, sendo que, na verdade, vender a joça do livro é que é a parte mais complicada. Existe uma centena de autores consagrados espalhados ao redor do mundo, e os livros deles estão aí, a nossa disposição o tempo todo, às vezes com preços incríveis. Como vencer uma concorrência dessas, sendo um autor independente e de qualidade desconhecida? É um senhor desafio.

    Eu mesmo tenho batido a cabeça nesse aspecto. Mas com o tempo a gente aprende. É a única opção que resta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.