Pular para o conteúdo
É possível fazer graduação em escrita criativa? E pós em escrita criativa?

É possível fazer graduação em escrita criativa? E pós em escrita criativa?

Há poucos anos, diferente de outros sistemas educacionais pelo mundo, o brasil não tinha um curso de graduação em escrita criativa. Hoje, existem dois.

Também existem diversos cursos de pós-graduação em escrita criativa disponíveis no país para quem deseja se especializar e já tem uma graduação.

Neste artigo, eu resolvi trazer um apanhado de todas as graduações e pós em escrita criativa que consegui encontrar para que a gente pense sobre o assunto juntos.

Como é uma graduação e uma pós-graduação em escrita criativa, o que se aprende e vale a pena?

Você vai conferir:

Como funciona um curso de graduação?
Ainda vale a pena fazer uma graduação?
Como é a faculdade de escrita criativa?
Onde fazer graduação em escrita criativa
Com o que trabalha quem se forma em escrita criativa?
Existe pós em escrita criativa?

Como funciona um curso de graduação?

Quando falamos em graduação, estamos no referindo ao estudo que é feito na faculdade, que também é chamado de curso superior.

Por sua vez, o curso superior é uma formação dada por instituições de ensino e pode apenas ser iniciado depois de finalizado o ensino médio.

A graduação foca em uma determinada área do conhecimento e dá direcionamentos para que o aluno se prepare para atuar em uma profissão específica.

Por exemplo, se você quer ser advogado, precisa fazer faculdade de Direito, e se quer ser professor de português, precisa fazer faculdade de Letras.

Existem diferentes tipos de graduação, que tem finalidades diferentes e abordagens diferentes. Confira:

  • Bacharelado: é a graduação que dura entre 4 e 6 anos e proporciona conhecimentos múltiplos dentro de uma mesma área.
  • Licenciatura: dura cerca de 3 a 4 anos e seu objetivo é formar professores.
  • Tecnólogo: é uma faculdade mais curta, dura entre 2 e 3 anos, e tem uma abordagem mais técnica.

Além disso, a graduação também pode acontecer em diferentes modalidades. Existem faculdades presenciais, semipresenciais e à distância.

Ainda vale a pena fazer uma graduação?

Essa é uma pergunta que cada vez mais acomete os estudantes brasileiros, especialmente neste momento do mercado de trabalho onde várias habilidades podem ser aprendidas na internet.

Mas, de maneira geral, ainda vale a pena, sim.

Apesar de o principal objetivo de uma faculdade seja entregar um diploma para atuação em determinada área, a faculdade proporciona muito mais do que isso.

O tempo que um aluno passa estudando nunca é um tempo perdido, mesmo que o conhecimento adquirido possa ser encontrado em outro lugar.

Isso porque a experiência proporciona responsabilidade, visão de mundo e convivência com a diferença.

Como é a faculdade de escrita criativa?

Por sua vez, a graduação em escrita criativa é um curso superior que foca em formar escritores criativos.

E um detalhe interessante é que os dois cursos superiores na área oferecidos no Brasil não especificam a atuação de seus graduados apenas na literatura.

A ideia desses cursos é que os formados sejam capazes de utilizar a escrita para se comunicar e contar histórias em diversas plataformas, como literatura, cinema e novas mídias, como blogs e podcasts, por exemplo.

O que se estuda na graduação de escrita criativa?

Infelizmente, apenas um dos currículos das duas graduações está disponível na internet, então teremos que nos basear no Tecnólogo em Escrita Criativa da PUCRS para escrever este tópico.

O curso passa pela teoria e pela prática, tendo disciplinas voltadas para gêneros literários, estudo de formatos literários, produção textual, a literatura através dos tempos, semiótica, arte e mercado editorial.

Onde fazer graduação em escrita criativa

Como dito acima, existem apenas dois cursos de graduação em escrita criativa sendo oferecidos no Brasil hoje. Confira:

  • Curso Superior de Tecnologia em Escrita Criativa PUCRS: esse é o primeiro curso de graduação em escrita criativa que o Brasil tem. É uma graduação tecnológica, ou seja, leva 3 anos. Acontece em formato presencial e em uma universidade particular.
  • Graduação em Escrita Criativa EAD Unit: já este curso de graduação oferecido pelo Centro Universitário Tiradentes, localizado na região nordeste, é uma graduação EAD. Ou seja, é um curso ministrado 100% online. Os detalhes sobre o curso não estão disponíveis para quem não preencher uma ficha de cadastro.

Com o que trabalha quem se forma em escrita criativa?

É provável que a primeira profissão que venha à sua cabeça seja escritor, porém a verdade é que para ser escritor você não precisa de uma graduação. Não como um advogado precisa  da formação em Direito, por exemplo.

Você pode buscar uma formação como escritor, para aprimorar o que você já sabe e melhorar sua escrita, mas não há necessidade de uma graduação na área.

Por isso, grande parte do discurso das graduações em escrita criativa disponíveis, e das pós-graduações também, é de diversidade de plataformas.

Nesse caso, o aluno não seria preparado para atuar como escritor, mas para atuar como alguém que se comunica através da escrita.

Nesse caso, quem se forma em escrita criativa pode trabalhar como escritor, produtor de conteúdo, redator, etc.

Existe pós em escrita criativa?

Existe, e as opções são variadas.

O curso de pós-graduação está um grau além da graduação, ele funciona como um aprofundamento de conhecimento sobre uma área específica.

Existem dois tipos de pós-graduação que você pode fazer:

  • Lato Sensu: são cursos mais curtos que formam especialistas. Uma pós lato sensu pode ser uma especialização ou um MBA, que foca na gestão.
  • Stricto Sensu: já as pós stricto senso são voltadas ao meio acadêmico e englobam o mestrado e doutorado.

No Brasil, existe muito mais oferta de especializações em escrita criativa do que mestrado ou doutorado.

Especialização e MBA em escrita criativa

  • Especialização em Escrita Criativa e Produção Literária na Unifacex ou na FAESA: o curso oferecido pelas duas instituições é o mesmo. Tem o mesmo currículo e oferece a mesma vantagem, que é o aluno poder receber vários certificados enquanto ainda estiver cursando. São especializações à distância.
  • Pós-graduação em Escrita Criativa na NESPE: esta é uma especialização online e ao vivo oferecida pelo Núcleo de Estratégias e Políticas Editoriais. Oferece certificado reconhecido pelo MEC e dura 24 meses.
  • MBA em Produção Escrita Criativa e Leitura Crítica na Estácio: o MBA é uma especialização que tem um formato mais voltado para a gestão, e a Estácio oferece esse tipo de pós-graduação porque foca mais na produção editorial do que na escrita. Dura 12 meses e é oferecido presencialmente.
  • Formação de Escritores no Instituto Vera Cruz: apesar de não ter o título no nome, essa é uma especialização oferecida presencialmente. Dura 4 semestres e tem uma mensalidade de R$1.570,00.
  • Especialização em Escrita e Criação na Unifor: é um curso de pós-graduação 100% online com aulas através do ambiente virtual de aprendizagem. Divide-se entre aulas teóricas e uma mentoria prática uma vez por semana.
  • Especialização em Escrita Criativa na Unicap: acontece uma vez por ano e tem aulas presenciais uma vez por semana. Dura 14 meses e também mistura a teoria em aulas com a prática em oficinas.
  • Especialização em Escrita Criativa na PUC Minas ou na PUC-Campinas: ambos os cursos tem o mesmo nome e propostas parecidas, embora as informações gerais sejam diferentes. O curso na PUC Minas tem formato EAD, mas na PUC-Campinas é em formato presencial.
  • Formação do Escritor na PUC-Rio: por fim, a especialização da PUC-Rio foca na formação do escritor e é oferecida em formato online pelo ambiente virtual de aprendizagem.

Mestrado em escrita criativa

No Brasil, o mestrado e doutorado em escrita criativa só é oferecido por uma universidade, a PUCRS. Na instituição, o mestrado em escrita criativa está inserido na pós-graduação em Letras.

No vídeo abaixo, a Karen Soarele, autora brasileira de fantasia e aluna do mestrado em Escrita Criativa, tira as principais dúvidas sobre o curso:

Para concluir…

Espero que, com este artigo, eu tenha conseguido tirar as suas dúvidas sobre a graduação em escrita criativa.

Para ficar claro, eu não fiz graduação e nem pós-graduação na área. O que eu trouxe aqui foram opiniões baseadas na minha experiência e em pesquisas.

Leia também:

Como organizar as ideias e começar a escrever um livro?

O que eu aprendi testando a rotina de escrita de 8 autores consagrados

O que é a leitura crítica e qual é a importância para o escritor?

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.