Pular para o conteúdo
#Girlboss: 7 lições de gestão e marketing digital que a série ensina

#Girlboss: 7 lições de gestão e marketing digital que a série ensina

Marcações:

#Girlboss estreou na Netflix em abril de 2017 e deixou o público sedento pelas aventuras da jovem empresária, Sophia Amoruso.

Fundadora de um império da moda, a Nasty Gal, Sophia se tornou sinônimo de mulher empoderada. E com isso, criou o movimento #Girlboss, que incentiva meninas a se tornarem CEOs.

A série é estrelada pela atriz Britt Robertson e traz a jornada de Sophia de uma maneira lúdica e pouco baseada na realidade.

Acompanhamos a personagem desde seus primórdios, garimpando brechós e começando a vender pelo ebay.

Infelizmente, a série não teve o retorno que a Netflix esperava e sua primeira temporada se tornou a única. Mas isso não impede que a gente possa olhar para as aventuras de Sophia como aulas do que fazer e, especialmente, do que não fazer.

Por isso, neste artigo eu vou listar as 7 lições de gestão e marketing digital que eu aprendi assistindo #Girlboss.

E apesar de a série se passar num ambiente de moda e internet, as dicas aqui sempre podem ser aplicadas qualquer área. Até na venda de livros.

BANNER DE SERVIÇOS EDITORIAIS

7 lições aprendidas com #Girlboss

Apesar de sabermos que Sophia Amoruso teve sucesso, a série #Girlboss é uma jornada de erros e aprendizados para a protagonista.

Nós a vemos começar um negócio sem saber direito o que está fazendo e a vemos crescer enquanto empresária.

Sophia vai tomando decisões e abraçando as consequências dessas decisões, mesmo que elas nem sempre se apresentem como ela esperava.

1. Conheça o seu negócio

Em uma das primeiras cenas de #Girlboss, e a que mais apareceu nos teasers, é quando Sophia visita um brechó e encontra uma jaqueta rara.

Ela pechincha a peça vintage até conseguir comprá-la por 9 dólares e enquanto a veste, dá ao dono do brechó uma dica valiosíssima sobre negócios: conheça aquilo que você está oferecendo.

A tal jaqueta valia cerca de 700 dólares, mas como o dono do brechó não conhecia a peça, perdeu muito dinheiro. O que aprendemos com isso?

Você precisa conhecer e entender o serviço/produto que está oferecendo, seja ele uma roupa, uma consultoria ou um livro.

Só assim você vai saber o verdadeiro potencial que esse produto/serviço tem e o verdadeiro valor dele para o cliente.

2. Saiba delegar tarefas

Não precisamos avançar muito nos episódios de #Girlboss para entender que Sophia é independente e gosta de fazer tudo sozinha.

Um dos episódios, que nos apresenta a amiga da protagonista, Annie, foca justamente nisso. Sophia não sabe (e não gosta de) delegar tarefas. Porém, isso é extremamente perigoso para o negócio.

Por achar que podia fazer tudo sozinha e que não precisava da ajuda de Annie, Sophia começou a falhar.

Isso porque uma única pessoa, seja ela o CEO de uma empresa ou não, nunca terá tempo hábil e saúde mental de fazer tudo sozinha. Sophia desperdiçou o potencial de Annie por não confiar em seus colaboradores.

E isso é um erro.

Se você contratou ajuda é porque precisa dela, então saiba quando e quais tarefas delegar. Um gestor não é uma ilha. E sempre vão existir tarefas que outras pessoas vão conseguir fazer melhor do que você.

Não porque você não está preparado, mas porque o seu colaborador é especializado nisso.

3. Não pense que sabe de tudo

Esta é uma lição que descende da anterior: não ache que você pode, e sabe, fazer tudo.

Na série, nossa protagonista é extremamente segura de si e de seu intelecto. Ela acredita que pode fazer tudo sozinha e que pode fazer melhor do que os outros.

Afinal, ela criou a Nasty Gal sozinha e do zero, não é?

Porém, não é bem assim. Ninguém nasce sabendo de tudo e mesmo que tenha criado um negócio do zero, é necessário se atualizar e conhecer, nem que seja por cima, outras áreas.

Em determinado episódio, Sophia conhece Dax, namorado de Annie.

Ele estuda administração e os dois conversam sobre negócios, porém quando Dax pergunta se Sophia iria à faculdade, ela diz que não precisa disso.

Ironicamente, no mesmo episódio, ela tem problemas com seu faturamento e precisa pedir a ajuda de Dax.

A lição? Assim como um gestor não é uma ilha, ele também não é um sabe-tudo. É preciso estudar e se atualizar, senão o negócio pode sofrer.

4. Conheça os seus concorrentes

Apesar de ser uma série sobre negócios, #Girlboss acaba pecando por não mostrar o suficiente da Nasty Gal como empresa de moda.

Não temos certeza como ela está inserida no mercado e como é o mercado. Porém, existe uma personagem que personifica esse mercado: Gail.

Assim como Sophia, Gail é dona de um e-commerce de moda vintage. Sua presença é importante para mostrar que Sophia precisa olhar para os lados e entender que ela não está sozinha no mercado.

Sua loja é apenas mais uma e ela não pode ignorar que existem competidores. É claro que as suas decisões não podem ser tomadas apenas levando em conta os seus concorrentes.

Mas entender o que está acontecendo e saber para onde os competidores estão indo é essencial para você se reinventar e inovar. Na série, vemos que Sophia ignora seus competidores, mas eles não a ignoram.

5. Escute o seu cliente

Ao longo dos episódios, vemos que as conquistas de Sophia criam nela um sentimento de estar sempre certa. Ela se vê como uma ditadora de tendências e ignora o que acontece ao seu redor.

E isso nunca é bom diante do cliente.

Em determinado episódio, Sophia compra um grande lote de vestidos folk e os anuncia como a grande tendência para o inverno.

Isso sem nem mesmo pesquisar para entender qual era a real tendência para aquele inverno. Isso resulta em Sophia ficar vendo navios porque nenhum dos seus vestidos é comprado.

Suas clientes não se interessam pelo produto e o estoque fica parado. O que aprendemos com isso? Não tire conclusões precipitadas.

Faça pesquisa de mercado, entenda o que os seus clientes estão dizendo e o que os clientes dos seus concorrentes estão dizendo.

Uma empresa vende produtos e serviços para serem comprados pelas pessoas e o ideal é entregar o que elas estão pedindo.

É claro que você pode arriscar, mas arrisque tendo um bom palpite e de olho nos dados.

6. Conserve sua reputação online

A história de #Girlboss começa em 2006, quando a internet ainda estava dando passos curtos.

Porém, a crise de reputação online mostrada na série serve para nos dar uma lição importante sobre marketing digital. A reputação é o que a sua empresa tem de mais valioso, então tome cuidado.

Não importa se você tem um ecommerce lindo ou um feed de dar um inveja no Instagram. Se os depoimentos sobre seu serviço ou produto forem ruins, o cliente não vai confiar em você.

E na série, Sophia se depara com essa situação da pior maneira. Ela vende um vestido de casamento, a peça tem problemas na entrega e a Nasty Gal recebe sua primeira avaliação ruim.

Gail é quem resume para Sophia o que aconteceria se aquela avaliação ruim não fosse contornada. Ela diz que “uma vez que a você perde a confiança da internet, nada pode ser feito para recuperá-la”.

E de certa maneira, está correto. As avaliações ruins vão existir, mas é o que você faz com elas, como as resolve, que faz a diferença.

Em #Girlboss, Sophia vai até a casa da cliente e entrega o vestido, conseguindo reverter aquela situação ruim.

A cena é engraçada na série, mas a lição é séria: conserve sua reputação na internet da melhor maneira que conseguir porque nada é mais fácil do que escrever um depoimento ruim ou dar 1 estrela.

7. Se reinvente, se adapte e, caso seja necessário, desista

Durante a série, acompanhamos a jornada tanto da loja Nasty Gal quanto da protagonista Sophia. Aprendemos que um dos maiores medos dela é estar errada e precisar dar o braço a torcer.

Tanto que quase todas as lições neste artigo são decorrência disso. Porém, a personagem aprende que é necessário admitir erros e aprender com eles.

No decorrer dos episódios vemos a protagonista se adaptando, corrigindo decisões ruins e se descobrindo dona de um império. E essa é uma lição importante: adaptação.

Ser cabeça dura pode apenas levar o negócio ao buraco. Por isso, é importante analisar todas as decisões e situações para tirar o melhor delas, se adaptar e aplicar o novo aprendizado.

É importante também saber quando parar. Em determinado momento, Sophia se viu a beira da falência, achando que não tinha mais volta, e admitiu que precisava desistir.

E embora aquilo a deixasse muito triste, ela sabia que estava tudo bem. Falhar faz parte de um negócio também e é aprendizado. Admitir essa falha e aprender com ela é sinal de amadurecimento.

Felizmente para nossa protagonista, a Nasty Gal não faliu (na série).

E aí, você gostou desse artigo? Conseguiu tirar lições de marketing digital e gestão de #Girlboss? Me conta aqui nos comentários qual foi a sua dica favorita!

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.