Pular para o conteúdo
10 livros clássicos de ficção especulativa para ler em 2021

10 clássicos de ficção especulativa para ler antes de morrer

Marcações:

Um dos meus objetivos enquanto leitora é ler os maiores clássicos de ficção especulativa mundiais.

Eu sou muito fã dos clássicos, e ainda mais de ficção científica e fantasia, e depois de ter lido alguns títulos contemporâneos, achei que estava na hora de mergulhar nos clássicos.

Eu montei uma lista pessoal de clássicos que quero ler antes de morrer e pensei que vocês também poderiam tirar proveito desses títulos.

Por isso, acompanhem a lista abaixo:

10 clássicos de ficção especulativa para ler antes de morrer

Nesta lista, eu acrescentei títulos de fantasia e ficção científica, os dois maiores subgêneros da ficção especulativa.

Alguns são muito conhecidos, e até obrigatórios, mas alguns são mais obscuros e merecem um pouco mais de atenção.

1. O Doutor Benignus, do Augusto Emílio Zaluar

Este livro entrou na minha lista de leitura assim que eu descobri que ele ele é considerado a primeira obra de ficção científica do Brasil.

O autor, Augusto Emílio Zaluar, é português, mas foi naturalizado brasileiro.

Publicado pela primeira vez em 1875, a história acompanha o Dr. Benignus, um médico e naturalista que se aventura pelo interior do país.

O resumo da história diz que a trama tem questionamentos filosóficos como tema central, o que parece bem interessante.

capa o doutor benignus editora minna

2. A Rainha do Ignoto, da Emília Freitas

Novamente uma edição da Minna Editora, A Rainha do Ignoto é um livro que eu adquiri no ano passado e ainda não consegui ler.

Escrito em 1899 pela cearence Emília Freitas, o livro é considerado o primeiro romance de fantasia brasileiro escrito por uma mulher.

Apenas por ser um romance clássico, do gênero fantasia e, ainda, escrito por mulher nordestina, A Rainha do Ignoto merece estar na lista de leitura de todo mundo.

A história fala sobre a experiência feminina na época, revelando uma ilha secreta, a Ilha do Nevoeiro, governada por uma misteriosa mulher.

edição de a rainha do ignoto pela editora minna

A semelhança da sinopse com as lendas da Ilha de Avalon não deve ser uma coincidência porque o romance tem inspiração em velhas lendas e no clima europeu.

3. A Guerra dos Mundos, do H. G. Wells

Publicado pela primeira vez em 1897, A Guerra dos Mundos é famosa por ser uma história que assustou muita gente quando foi transformada em radionovela.

Na época, no ano de 1938, as pessoas acreditaram que a recriação da história era um relato real e que o mundo estava mesmo sendo invadido por alienígenas.

Confusões a parte, a história segue uma família que tenta sobreviver a uma invasão marciana.

Os ETs chegam à terra munidos de um raio carbonizador e máquinas de destruição, os tripods.

O livro ganhou nova notoriedade quando foi transformado em filme em 2005.

ilustração de a guerra dos mundos

A Guerra dos Mundos é uma das maiores histórias de alienígenas e invasões que temos, é uma ótima maneira de entender como um homem da virada do século imaginava uma invasão marciana.

4. Neuromancer, de William Gibson

Perto dos títulos anteriores, Neuromancer é um bebê.

Sua primeira publicação aconteceu em 1984, depois que o autor passou diversos anos reescrevendo e aperfeiçoando a história.

Neuromancer é um clássico do cyberpunk, narrativas que imaginam um futuro tecnológico e dominado por corporações.

A situação humana é degradante e o refúgio se torna a internet.

ilustração de neuromancer

Neuromancer serviu de inspiração para diversas histórias que vieram depois e ajudou a forjar a ficção futurista que conhecemos hoje.

5. O Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkien

Eu nunca li O Senhor dos Anéis, então achei que 2022 era o momento perfeito para pegar a edição única que eu tenho na estante e dar uma chance para a saga de Frodo, Sam, Gandalf e toda a sociedade do anel.

Além disso, é uma ótima oportunidade para enfrentar a escrita detalhista de Tolkien.

Pensado para ser uma única história, O Senhor dos Anéis foi dividido em três partes na publicação.

Em 1954, Tolkien publicou A Sociedade do Anel e As Duas Torres, e em 1955, publicou O Retorno do Rei.

ilustração de o senhor dos aneis

É uma obra de fantasia clássica que forjou todo o universo da alta fantasia como conhecemos hoje.

Não teríamos diversas outras obras fantásticas que temos hoje sem a obra de Tolkien.

6. As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley

Este é um título um pouco polêmico por conta de tudo com o que a autora está envolvida. Porém, enquanto história, As Brumas de Avalon é indispensável.

Os quatro livros que formam essa história foram lançados pela primeira vez nos anos 1980 e contam a fábula do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda pela perspectiva feminina.

Então, a protagonista aqui é Morgana, a meia-irmã de Arthur e muitas vezes apresentada como uma feiticeira maldosa.

O que a história nos apresenta é o contrário disso. Ela nos mostra uma personagem cinza fazendo o que precisa para manter seus ideias vivos.

As edições mais modernas formam um compilado dos quatro livros, então hoje você encontra As Brumas de Avalon em volume único.

7. Duna, de Frank Herbert

Em 2021, tivemos uma explosão de leitores de Duna porque uma nova adaptação estreou no segundo semestre.

Clássico que inspirou muitas obras de Space Opera, como Star Wars, Duna é uma obra de fantasia científica publicada em 1965.

A história segue o jovem Paul Atreides, que se muda com a família para um planeta desértico conhecido como Duna.

O livro traz diversos assunto para a pauta, mas a ecologia é o principal deles.

ilustração de duna

Inclusive, uma das maiores inspirações do autor ao escrever foi justamente a desertificação do mundo.

8. Blade Runner, de Philip K. Dick (ou Androides sonham com ovelhas elétricas?)

Mais um clássico cyberpunk para esta lista, Blade Runner, na verdade, se chama “Androides sonham com ovelhas elétricas?” e foi escrito por Philip K. Dick em 1968.

A história foi relançada pela Editora Aleph com o nome de Blade Runner em 2015 por conta do sucesso do filme de 1982.

A história segue o detetive Deckard numa Los Angeles futurista.

Deckard é um caçador de androides, um homem que consegue identificar se uma pessoa é um ser humano ou um replicante, androides tão perfeitos que, muitas vezes, nem sabem que não são humanos.

capa do livro blade runner da editora aleph

A história é um clássico do cinema e se tornou, assim como Neuromancer, inspiração para tramas futuristas e cheias de tecnologia.

9. 2001, de Arthur C. Clarke

O livro 2001: uma odisseia no espaço é, na verdade, um romance que foi escrito concomitantemente com o filme, de Stanley Kubrick.

O cineasta e o escritor uniram suas forças para imaginar uma odisseia espacial que envolvesse seres extraterrestres extremamente evoluídos, exploração espacial e inteligência artificial.

cena do filme 2001 uma odisseia no espaço

O resultado é uma história complexa e cheia de nuances que agrada um público muito pequeno.

A história é seguida por diversas continuações, como 2010: uma odisseia no espaço 2, 2061: uma odisseia no espaço 3 e 3001: a odisseia final.

10. A Trilogia da Fundação, de Isaac Asimov

Última nesta lista, essa foi uma série que adicionei apenas há alguns dias na minha lista de leitura do ano.

A Trilogia da Fundação é a obra prima de Isaac Asimov, uma história social sobre a evolução humana em relação aos acordos sociais.

A trilogia se divide entre Fundação, Fundação e Império e Segunda Fundação, seguindo diversos personagens num universo que é muito mais do que eles.

A ideia da trilogia não é nos fazer conhecer os personagens, mas a própria sociedade e isso é incrível.

ilustração de fundação

Essa história pode causar um certo estranhamento em quem não sabe disso, especialmente porque os livros foram formados a partir de diversas histórias no mesmo universo que Asimov escreveu entre 1951 e 1953.

Em conclusão…

Estes são alguns dos títulos que eu quero ler em 2022. E você? Está se preparando para ler alguns clássicos de ficção especulativa também?

Deixe seu comentário aqui embaixo!

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.