Como o clipe de God is a Woman, da Ariana Grande, destoa da letra da música

Como o clipe de God is a Woman, da Ariana Grande, destoa da letra da música

God is a Woman é a quinta faixa do álbum Sweetener, lançado pela cantora americana Ariana Grande em 2018. Tanto a letra da música quanto seu videoclipe falam sobre o empoderamento feminino através da sexualidade.

Porém, enquanto as cenas do clipe focam no imaginário do feminino através das eras, a letra conta sobre uma relação sexual em que o parceiro vê a mulher como uma deusa porque ela é boa no que faz.

O contexto de God is a Woman no álbum Sweetener

A produção do álbum começou em 2016 e Ariana contou com a ajuda do Pharrel Williams para entender qual seria sua sonoridade, já que ela queria fazer algo diferente de seus álbuns anteriores.

Infelizmente, mais ou menos na metade do processo de composição das músicas, um show da cantora em Manchester sofreu um ataque terrorista e várias pessoas morreram.

Isso fez com que Sweetener tivesse um novo direcionamento.

Ariana contou que as músicas que ela e seu time escreveram depois do atentado traziam muito mais um sentimento de união e humanidade, com vocais grandiosos parecendo corais e letras mais intimistas.

Algumas das músicas já escritas também sofreram modificações.

God is a Woman não está nesse grupo porque ela tem uma história diferente. Originalmente, a canção foi concebida para ser interpretada por Camila Cabello e um rapper.

Savan Kotecha, produtor e compositor, já tinha desenvolvido o refrão, a melodia e o título da música, e Camila já tinha gravado os vocais da demo.

Porém, Ilya Salmanzadeh, também produtor e compositor, achou que seria uma boa ideia passar a música para Ariana e, assim que ela ouviu, se interessou.

Ariana, então, incorporou God is a Woman em seu novo álbum. Ela adicionou versos e modificou o que já havia sido escrito para dar um ponto de vista totalmente feminino para a canção.

A dicotomia entre a letra e o clipe

O maior problema em God is a Woman é que a mensagem da letra da música e a mensagem passada no clipe não conversam.

Enquanto a letra da música fala sobre ser tão boa no sexo que o parceiro vai achar que está com uma deusa, o clipe celebra o sagrado feminino através de vários simbolismos e referências.

A letra da música dá a ideia de que um homem somente consegue reconhecer a divindade em uma mulher quando ela é uma deusa na cama, que seu valor mais extraordinário é lhe dar prazer.

Sejamos justos em dizer que a música também fala sobre o prazer feminino e os desejos da protagonista da letra, mas quando comparamos essa mensagem com o clipe, o significado é inferior e, até, contraditório.

Em resumo, a letra de God is a Woman fala sobre a relação sexual entre um homem e uma mulher. Nesta relação, existe uma forte conexão entre as duas partes.

A mulher é clara no que quer e o homem é mente aberta para aceitar os desejos dela, além de parecer interessado neles. Ela se sente uma deusa nessa relação, e o parceiro a cultua como uma divindade.

O que eu não gosto na letra da música é que ela explora apenas a divindade sexual que a mulher pode ser, explorando apenas um lado da performance feminina.

Enquanto isso, o clipe da música não explora o ato sexual em si, mas o sagrado feminino e a sexualidade da mulher.

Existem comentários nas cenas sobre os papéis da mulher, sobre cultura pop e sobre como a sexualidade é vista e representada.

A sexualidade feminina tem uma miríade de aspectos e o clipe de God is a Woman conseguiu captar vários destes aspectos, enquanto a letra capturou apenas um.

 

 

No vídeo acima, você encontra a análise completa da letra e do clipe de God is a Woman!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *