Amy Lee e Shaun Morgan: o término que foi dissecado em singles

Amy Lee e Shaun Morgan: o término que foi dissecado em singles

Se existe um casal icônico do mundo do rock do início dos anos 2000, é Amy Lee e Shaun Morgan, vocalistas do Evanescence e Seether respectivamente. No início da década de 2000, o cenário musical norte-americano viu o rock gótico ganhar espaço nas rádios e charts com os singles ultrarromântico do Evanescence.

Na época, a banda, liderada por Amy Lee e Ben Moody, tocava em todas as rádios, estavam na MTV o tempo inteiro e tinham sido trilha sonora do filme Demolidor, com Ben Afleck.

O sucesso do Evanescence fez com que várias outras bandas com sonoridade parecida e vindas diretamente do underground surgissem também. Uma delas, o Seether, começou a ganhar notoriedade justamente por sua ligação com o Evanescence.

Seether é uma banda sul-africana contratada pela Wind-up Records, a mesma gravadora do Evanescence, e essa proximidade fez com que seu frontman, Shaun Morgan, conhecesse Amy Lee.

 

amy e shaun em um evento

 

A relação conturbada de Amy Lee e Shaun Morgan e a relação musical

Os dois namoraram durante dois anos, entre 2003 e 2005, e sua relação foi imortalizada na música Broken. A música foi lançada em 2004 e estava presente no segundo álbum oficial da banda, o Disclaimer II.

Embora já tivesse lançado seu primeiro álbum, Disclaimer, no mercado e trabalhado três singles, foi apenas com Broken que eles ganharam reconhecimento. Muito provavelmente, a Wind-Up Records se aproveitou da relação de Shaun e Amy para impulsionar o Seether usando o sucesso do Evanescence.

Broken tocou incessantemente nas rádios naquele ano. E apesar de ser uma música do Seether que continha uma participação de Amy Lee, a maioria das pessoas conhecia Broken como sendo a música da Amy Lee com seu namorado.

 

cena do clipe de broken, parceria entre amy lee e seether

 

Em meio a tudo isso, Shaun e Amy estava namorando e, segundo fontes de tabloides e pessoas próximas, enfrentando problemas seguidamente. Dizem essas fontes que o namoro dos dois era extremamente conturbado por conta da depressão de Shaun e de seus problemas com drogas.

Devido a esses problemas, em conclusão, a relação dos dois terminou no ano de 2005.



Call me When You’re Sober, o comentário de Amy Lee

Em 2006, no ano seguinte ao término, o segundo álbum do Evanescence foi lançado no mercado. The Open Door estava programado para chegar ao mercado em março daquele ano, mas devido ao acidente vascular cerebral de Terry Balsamo, o guitarrista da banda, o lançamento foi adiado para setembro de 2006.

Ainda em julho, porém, as rádios começaram a tocar Call Me When You’re Sober, o primeiro single. O videoclipe para a música foi lançado em 7 de agosto daquele mesmo ano.

A música tem uma letra acusativa e com uma forte aparência de ultimato. Ela instiga o objeto da narrativa a tomar uma decisão, a escolher pela relação em vez do vício e que aquela indecisão, a falta de vontade de lutar pelo relacionamento, o deixou sem tempo e a narradora, no caso, Amy Lee, decidiu por ele.

 

cena inicial do clipe de call me when you're sober, do evanescence

 

Assim que a música começou a tocar nas rádios, os fãs souberam que o objeto daquela narrativa era Shaun Morgan e que a canção narrava uma relação conturbada e difícil para Amy Lee.

O que Amy Lee disse em entrevistas

Quando perguntada pela MTV News sobre para quem era a música, Amy Lee declarou:

“Eu acho impossível esconder o quão óbvio é. O dia em que nosso single atingiu as paradas, meu ex-namorado disse que estava indo para a reabilitação e cancelou sua turnê. Eu nunca disse exatamente sobre quem era, mas é sobre o grande relacionamento em que eu estava, e toda a separação, que foi muito longa. A ruptura e as coisas difíceis em nosso relacionamento aconteceram depois de eu estar fora de foco por um tempo e ter escrito. Não era de modo para que viesse se tornar algo público. Eu estava tentando ser um pouco discreta sobre isso, e então ele saiu totalmente e disse que iria para a reabilitação. Foi chocante para mim.”

Na época, houve rumores de que a escolha por esse single teria partido da gravadora, mas Amy Lee disse que não. Ela declarou que a Wind-Up não queria que Call Me When You’re Sober fosse um single, mas que ela insistiu porque gostava da música.

O que Shaun Morgan disse em entrevistas

Do outro lado da questão, estava Shaun, que não levou essas declarações e o sucesso da música com tranquilidade. Ele disse em diversas entrevistas que nunca se rebaixaria ao nível de Amy Lee para escrever uma música sobre um ex-namorado e que ele, na verdade, não tinha sido uma relação tão ruim assim, que ele preferia focar nas coisas boas.

 

shaun e amy juntos

 

Também em entrevista para a MTV News, ele disse o seguinte:

“Não há necessariamente uma resposta, pois há uma lamentação. Fiquei aborrecido. Estava realmente chateado por ela dizer e fazer essas coisas. Em qualquer relacionamento, não acho correto dizer e fazer essas coisas quando as pessoas se separam e, obviamente, sentiu a necessidade de sair e me fazer parecer um completo idiota (sic). O que eu posso fazer?, Eu apenas me recuso a não quero me rebaixar a esse nível. Mas foi uma coisa dolorosa e me derrubou, pessoas que se aproximaram um dia na rua e hoje escreve uma música dessas. Mas enfim, eu não senti a necessidade de escrever de volta, não é o melhor meio”

Breakdown, a resposta de Shaun Morgan

Em 2007, o Seether lançou seu terceiro álbum oficial, o maravilhoso Finding Beauty in Negative Spaces. E quando esse álbum saiu, todos os fãs do Seether e do Evanescence foram ouvi-lo para tentar encontrar dicas e indícios de quais músicas seriam para Amy Lee e qual seria a resposta dele para Call Me When You’re Sober.

 

cena do clipe de breakdown, do seether

 

Especulando, muitos fãs declararam, então, que Breakdown, a terceira faixa do álbum, era a música direcionada para Amy Lee, mas Shaun negou todas essas especulações. Ele disse:

“Essas músicas estão se tornando um pouco mais introspectivas, o que é estranho, se eu assumisse que fiquei mais irritado, teria mais coisas a dizer. Não sei o quanto quero dizer e o que quero dizer. É difícil, porque sei quais são as expectativas para este álbum e que as pessoas estarão procurando por essa referência da Amy Lee, e eu estou tentando desesperadamente não ter nenhuma. Acabei de terminar com outro relacionamento verdadeiramente horrível com alguém, então, se houver algo sobre alguém no álbum, seria sobre ela, não sobre a Amy.”

Porém, no dia 14 de agosto de 2010, quatro anos depois de Call Me When You’re Sober ser lançada e três anos depois de Breakdown chegar às rádios, o Seether fez um show em Northampton, na Inglaterra, onde Shaun introduziu a música Breakdown dizendo:

“Eu sei que vocês conhecem a música Call Me When You’re Sober. Ela foi escrita sobre mim e é uma música de muito mau gosto. Em vez de responder do mesmo jeito, eu escrevi esta música”

Então, ele começou a tocar Breakdown. O vídeo pode ser conferido neste link aqui.

Enfim…

Desde então, não tivemos mais nenhuma menção de um para o outro, nem em músicas e nem em entrevistas. Porém, não podemos negar que a relação entre Amy Lee e Shaun Morgan, e especialmente seu término, nos rendeu ótimas músicas.

 



Marcações:

1 comentário em “Amy Lee e Shaun Morgan: o término que foi dissecado em singles”

  1. Então, eu estava lendo sobre a relação dos dois, eu acho que o Shaun ainda tem algum sentimento pela Amy Ler.
    O término dos dois, foi muito confuso mas que ambos ainda sentem um ao outro.
    Na minha opinião, acho que o Shaun ainda gosta da Amy Lee mesmo que até hoje eles não sem falam.
    Espero que eles um dia possam voltar.
    Parabéns pelo blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *